(21) 96464-8597 laado@laado.com.br

Cada dia se ouve falar mais sobre mercado financeiro, investimentos, finanças pessoais, entre tantos outros termos. Mas o fato é que os investimentos para iniciantes é marcado por dúvidas e caminhos errados, quando não se está devidamente orientado.

Mais que isso, grande parte dos brasileiros sequer sabe controlar suas finanças. Pesquisa da SPC Brasil e CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) mostra que 45% dos brasileiros ainda não controlam as finanças. 

Em contrapartida, a maioria já tomou consciência da importância de ter uma gestão financeira saudável. E nesse sentido, é perceptível o aumento do interesse das pessoas quando o assunto é dinheiro. 

É um tema relevante, porque é o dinheiro que nos dá acesso a uma série de coisas, e principalmente melhor qualidade de vida. Então, se você deseja entrar no ramo de investimentos para iniciantes e quer tirar suas dúvidas, confira o artigo abaixo!

Tenha equilíbrio financeiro

O primeiro passo para qualquer pessoa que está começando é buscar a segurança financeira. Para isso, é necessário que a pessoa tenha uma vida financeira equilibrada. 

Ou seja, é importante que ela ganhe mais do que gaste. E, a partir disso, é possível proteger sua qualidade de vida, construir seu patrimônio e realizar seus sonhos.

Infelizmente é normal vermos pessoas que querem pular etapas e ir com muita sede ao pote quando se fala em investimentos. Querer acelerar de 0 a 100 em três segundos achando que tem uma Mercedes, quando na verdade tem um carro popular 1.0.

Ter esse pensamento só vai te gerar ansiedade e frustração. Não existe atalho que leve um investidor iniciante começar hoje e ficar rico amanhã. Há um caminho a ser percorrido e que leva tempo. 

Leia também::: O que é um planejamento financeiro mais seguro?

Foque no curto prazo

Como objetivos de investimentos para iniciantes, orientamos a focar no curto prazo antes de pensar em investir no longo prazo. Afinal de contas, ninguém começa investindo grandes fortunas. O investidor iniciante começará aplicando pouco dinheiro.

Porém, na medida que o tempo passa a renda aumenta, é claro que a capacidade de investir também aumentará. Você vai progredindo com o tempo.

E enquanto você ainda não tem dinheiro investido suficiente para viver dele, recomendamos você buscar proteções financeiras que façam sentido para suas necessidades e possibilidades. Porque ter um seguro por invalidez temporária, por exemplo, te dará dinheiro em caso de uma emergência ou imprevistos de saúde.

As proteções financeiras é que vão te proteger ao longo da jornada de investimentos. Existem diversas soluções interessantes, mas nem todas farão sentido para sua vida. Por isso é importante pesquisar bastante.

Nós mesmos pesquisamos para nossos clientes mais de 15 alternativas de seguradoras diferentes para facilitar a vida deles e trazer as alternativas mais adequadas. Porque os seguros servem justamente para proteger sua renda e seu patrimônio de riscos mais sérios. 

Outra segurança é um plano de saúde. Ele te protege no caso de uma emergência médica contigo ou com sua família. Afinal de contas, sabemos que uma internação particular pode ser impagável, e que infelizmente o SUS pode não ser a melhor opção em algumas regiões do Brasil.

Leia também::: Como proteger seu dinheiro para os três principais riscos da vida

Faça uma reserva de emergência

O próximo passo para investimentos para iniciantes é criar uma reserva de emergência. Ela é fundamental para te dar segurança no seu orçamento para diversos imprevistos que podem acontecer. Isso te dá tranquilidade e evita que você entre em um ciclo de dívidas.

E quando falamos em reserva de segurança, ela equivale a doze meses das suas despesas iniciais. Pode ser um pouco menor, dependendo do seu tipo de trabalho. Um funcionário público, por exemplo, tem uma estabilidade maior na renda do que um profissional liberal.

Tenha sempre em mente que essa reserva não tem como objetivo fazer você ganhar dinheiro, mas sim lhe proteger das perdas que possam ocorrer, e dar segurança a você e sua família. 

Nenhum dos investimentos adequados para deixar sua reserva de segurança vai te fazer ficar rico e resolver todos os seus problemas. Mas vai permitir que você não fique com dívidas e perca qualidade de vida nessas situações. 

Com esses valores, você usará caso surja uma emergência, como um cano estourado em casa, um problema no carro, ou mesmo um acidente. Nunca sabemos quando isso pode ocorrer, mas é sempre bom estar preparado. 

Portanto, quanto mais rápido você atingir esse objetivo, mais rápido poderá avançar para sua próxima etapa.

Investimentos para iniciantes

Superada essas etapas iniciais, é hora de investir, sempre observando alguns pontos. Afinal de contas, será essa reserva de emergência que você usará, e como tal, ela precisa ser rapidamente acessada se ocorrer alguma emergência. 

Nesse sentido, é preciso que os investimentos tenham liquidez, preferencialmente liquidez diária. Não pode ser um produto no qual o dinheiro fique preso por muito tempo. 

Em segundo lugar, é necessário que seja seguro. Afinal de contas, é o dinheiro da sua reserva de emergência que será aplicado. Por isso não pode ser um investimento que enfrentará altos e baixos. Ele precisa ser previsível.

Por último, é natural que um investimento com muita segurança e muita liquidez, tenha uma rentabilidade mais baixa. Mas tudo bem, o objetivo aqui é segurança, e não crescimento.

Investimentos em renda fixa

Essas são as características principais dos investimentos mais conservadores de renda fixa, e há três modalidades disponíveis no mercado. Elas são:

Tesouro Selic

O primeiro deles é o Tesouro Selic, que é um dos títulos do Tesouro Direto. Nessa modalidade você empresta dinheiro para o Governo e recebe juros para isso. Nele, a aplicação mínima atual é de R$ 106,22. 

Atualmente, o título disponível para aplicação é o Tesouro Selic 2024 e 2027. Nele, apesar do vencimento ser somente em 2024 e 2027 é possível resgatar os valores a qualquer momento. 

O Tesouro Selic conta com garantia do Tesouro Nacional e tem baixo risco. Porém, na hora do resgate incide Imposto de Renda sobre a rentabilidade.

O investimento nessa modalidade é bastante prático e fácil. Para isso, é necessário escolher uma corretora de valores que oferece acesso ao Tesouro Direto. Após a abertura da conta, basta você definir quanto deseja investir, entrar no aplicativo, achar o título e investir. 

LCAs e LCIs

O segundo investimento indicado para reserva de emergência são letras de créditos imobiliários ou do agronegócio, com liquidez diária. São as chamadas LCIs e LCAs. Nesse investimento, você empresa dinheiro para um banco financiar o setor imobiliário ou agrário.

Também é um título seguro, com proteção do Fundo Garantidor de Crédito para investimentos de até R$ 250 mil por CPF. Ou seja, tem uma alta liquidez, um risco baixo e é isento de IR.

Para investir é possível também fazer tudo pelo aplicativo da sua corretora ou no banco. Nele, você identifica os títulos que estão disponíveis, as rentabilidades, os prazos de investimentos e a liquidez.

CDBs

A terceira e última recomendação para investimentos para iniciantes são os Créditos de Depósitos Bancários (CDBs). Neles você empresta dinheiro para os bancos e recebe juros por isso. 

O CDB também é protegido pelo Fundo Garantidor de Crédito até R$ 250 mil por CPF. Portanto, tem um risco baixo, tem uma liquidez alta, porém não é isento de IR. 

O que considerar

Como foi possível perceber, é necessário considerar alguns fatores antes de bater o martelo na hora de investir. Por exemplo, é possível que um LCI ou LCA, mesmo com uma rentabilidade menor, lhe dê mais retorno que o CDB, pelo fato de ser isento de imposto de renda. 

Definido isso, o que você precisa fazer é abrir uma conta em uma corretora ou banco digital, e navegando no aplicativo encontrar os filtros de ofertas que eles possuem de CDBs, de LCIs, de LCAs. 

Lá você verifica a rentabilidade oferecida, os prazos de liquidez e escolhe uma instituição confiável, que você conheça. Sobre a questão da instituição, recomendamos sempre fazer uma pesquisa sobre ela na internet. 

Portanto, lembre-se também que o investimento precisa ter uma liquidez diária. Como é para te dar segurança financeira, precisa ter a possibilidade de saque rápido. Afinal de contas, emergência não tem dia nem horário para acontecer.

Importante também é que enquanto você não sabe ainda o que fazer, jamais deixe seu dinheiro parado na conta-corrente ou mesmo na poupança. Abra uma conta em um banco digital, onde o dinheiro fica rendendo mais que em uma poupança.

Em alguns casos o dinheiro fica aplicado em títulos públicos federais. Não é a mesma coisa que o Tesouro Direto, mas as características são muito parecidas e você terá uma rentabilidade maior que a poupança.


Esperamos que esse artigo tenha sido útil para você que deseja saber mais sobre investimentos para iniciantes. E caso queira seguir recebendo dicas e orientações, nos siga nas redes sociais. Temos canais no Youtube, no Facebook e no Instagram.

%d blogueiros gostam disto: