(21) 96464-8597 laado@laado.com.br

Você já se perguntou se existe um momento certo para fazer um seguro de vida? Basicamente existe sim e é agora mesmo!

Afinal, nunca poderemos saber com antecedência quando vamos partir desta vida. E como forma de garantir que aqueles que você ama poderão seguir financeiramente confortáveis é o que deve motivar você a fazer o seguro de vida.

Para explicar mais sobre tudo isso, e porque consideramos que agora é o momento certo para fazer um seguro de vida, confira o artigo que preparamos abaixo.

Momento certo para fazer um seguro de vida

Independente da sua idade, o momento de fazer um seguro de vida é quando alguém, além de você mesmo depende da sua renda para viver. Ou seja, quando você divide a vida com alguém, sustenta seus pais, avós ou outra pessoa, tem filhos.

O seguro de vida tem uma função estratégia no seu planejamento financeiro familiar porque ele serve para repor a perda financeira que alguém vai ter com a sua ausência prematura. Portanto ele permite que as pessoas reestruturem a vida sem passar por dificuldades financeiras ou dívidas.

Naturalmente, quanto mais cedo você contratar um seguro de vida, melhor, uma vez que aumentam as chances de a seguradora te aceitar. Até porque, sua saúde tende a ser melhor também. 

Portanto, a grande questão é o motivo para fazer um seguro de vida, independente da idade. E essas situações que listamos a seguir são as principais razões para que você inclua um seguro de vida no seu planejamento financeiro.

Quando forma uma família

Levando isso em conta, o momento certo para fazer um seguro de vida é a partir do momento em que formamos uma família, principalmente se alguém vai depender de você para sobreviver. 

Por isso, a idade aconselhável é entre 20 e 50, pois é a fase em que é mais comum que você passe a dividir a vida com alguém, tenha filhos ou adote e diversas outras situações. 

Portanto, se a renda familiar ficar concentrada principalmente em uma pessoa da casa, imagina como todos ficariam financeiramente se essa pessoa morrer ou tiver uma doença grave. 

Quando você age para se prevenir e contrata um seguro de vida desde já, isso evita que, caso ocorra algum imprevisto ou acidente, seus entes queridos fiquem desamparados e sem recursos.

Quando financia algum bem

Também é aconselhável fazer uma apólice se além da situação anterior ainda adicionamos um financiamento, como é o caso do imobiliário. 

Assim, se algo acontece com você, além deles não terem mais a renda da família, correm o risco de perder o imóvel se não seguirem com o pagamento.

É por isso que a maioria dos financiamentos imobiliários, por exemplo, contam com a proteção financeira em caso de morte. Mas isso só contempla o financiamento e não os custos de transmissão do bem e o processo de inventário, por exemplo. 

Portanto, complementar com um seguro de vida é estratégico para a manutenção da qualidade de vida da sua família.

Quando tem filhos em idade escolar

Filhos pequenos são uma alegria dentro de casa e, ao mesmo tempo, nos trazem grandes preocupações. Afinal, somos responsáveis e queremos o melhor para eles. E é justamente por isso que ter um seguro de vida, ao menos por um tempo, vai te trazer tranquilidade.

Quando os filhos estão em idade escolar eles, muito provavelmente, vão depender da sua renda para viver e até estudar até os 20, 25 anos. Para isso, existem alternativas de seguros de vida de forma temporária, cujo objetivo é permitir que eles tenham recursos para concluírem os estudos e reconstruir a vida na sua ausência.

Depois dessa idade, é provável que eles já estejam caminhando com as próprias pernas e a necessidade de proteção financeira reduz bastante, focando principalmente na sucessão do seu patrimônio para eles o dia que não estiver mais aqui.

Portanto, se este é o seu caso, independente da sua idade, deve considerar ter um seguro de vida ou um seguro de vida temporário.

Você ainda não tem investimentos suficientes para viver de renda

É importante que o seguro de vida não cubra apenas a morte, mas também tenha proteções financeiras que protejam a sua renda em casos de invalidez temporária ou permanente, seja por acidente ou por uma doença, e até mesmo para o caso de ter uma doença mais grave.

A verdade é que, se você ainda não tem dinheiro investido suficiente para parar de trabalhar hoje, precisa ter proteções enquanto investe e constrói suas reservas e patrimônios.

E, se você é um profissional liberal, um empreendedor, essa necessidade é ainda maior já que, se você sofre um imprevisto mais grave que te impeça de trabalhar, certamente terá um impacto na sua vida financeira.

Assim, o seguro funciona como uma política de segurança, como um colchão econômico que te permite cuidar da sua saúde sem precisar se preocupar com as finanças.

Leia também::: É possível resgatar o seguro de vida?

Antes de tomar essa decisão e contratar um seguro de vida, é importante estudar cuidadosamente as alternativas, porque existem muitas diferenças de preços e características de proteção e de aceitação entre as seguradoras do mercado. 

Por isso, recomendamos que pesquise sobre os existentes no mercado, coberturas, condições, entre outras variáveis.

Inclusive, no nosso canal do Youtube falamos muito sobre seguro de vida e temos uma playlist exclusiva que você pode conferir clicando aqui.

O que considerar na hora de contratar um seguro de vida?

Como já dissemos, o seguro é para quase toda a vida (sempre há a opção de cancelá-lo). Portanto, atenção especial deve ser dada a alguns detalhes importantes para evitar surpresas desagradáveis em momentos difíceis que fazem parte da vida. Aqui estão algumas dicas:

Valor

O recomendado é que a quantia segurada seja a soma do salário que você ganharia entre três e cinco anos. Dessa forma, sua família teria esse tempo para tentar estabilizar sua economia e se acostumar a sobreviver sem essa renda.

Se o seguro de vida estiver vinculado a um financiamento, por exemplo, é importante que cubra 100% do empréstimo para não deixar a dívida para nossa família.

Beneficiários

Escolha bem os beneficiários. No momento da contratação da apólice, você pode decidir quem receberá o dinheiro (e de que forma), embora possa modificar essa decisão sempre que julgar necessário. 

Seguro de vida para o casal

Mesmo que você seja o principal responsável financeiro da família, se o seu parceiro ou parceira também trabalha e contribui com outro salário, e se vocês dividem os bens, o ideal seria que os dois tivessem um seguro de vida. 

Dessa forma, a economia da família, acostumada a um certo padrão de vida, não será desestabilizada se um dos dois morrer e ambos terão recursos para arcar com o inventário.

Leia também::: Seguro de vida e planejamento financeiro estão relacionados?

Conte com a Laado Mais Seguro

Conseguiu entender porque o momento certo para fazer um seguro de vida é agora? Como vimos, o principal motivo de contratar essa proteção é para dar amparo àqueles que você ama no caso da sua ausência.

O seguro de vida também pode te ajudar em momentos difíceis e a superá-los mais rapidamente e sem comprometer seu orçamento. E nunca sabemos quando isso pode acontecer, não é mesmo?

Por isso, agora que você já sabe qual o momento certo para fazer um seguro de vida, não perca mais tempo. E para lhe ajudar na escolha perfeita para sua condição, clique no botão abaixo e conheça nossa assessoria Laado Mais Seguro. 

Nela, os seguros são apenas um dos três pilares do GPS Financeiro que desenvolvemos no planejamento financeiro de nossos clientes, e analisamos suas necessidades em mais de 15 seguradoras do país. Com ela, você tomará a melhor decisão, hoje!

%d