(21) 96464-8597 laado@laado.com.br

 

 

O investimento em empresas do exterior está cada vez mais fácil e inclusive, na metade do ano passado, novos ETFs passaram a ser ofertados na Bolsa de Valores brasileira, a B3.

 

A busca por investimento fora do Brasil tem, como principal motivo, expor seus investimentos em moeda estrangeira, já que o Real Brasileiro é bastante sensível às oscilações do mercado e da política nacional.

 

Ao aplicar em ETFs (exchange-traded fund, ou fundo de índice) de índices do exterior, o dinheiro passa a estar atrelado ao dólar. E também as bolsas internacionais possuem menor variação se comparada com a brasileira.

 

Além disso, aplicar em ETFs é uma forma de diversificar o portfólio de investimento, distribuindo “os ovos em várias cestas” e ficando menos vulnerável às oscilações do mercado financeiro.

 

Para você que deseja investir no exterior, preparamos o artigo abaixo onde apresentamos 5 ETFs interessantes para quem deseja investir no exterior. Vamos conferir???

 

O que são ETFs?

Antes de apresentarmos as opções de investimento, vamos explicar melhor o que são ETFs. 

 

Como mencionamos acima, ETF é uma sigla em inglês para Exchange-Traded Fund, que significa fundo de índice, ou seja, são fundos de investimentos negociados na bolsa que copiam os ativos que formam um determinado índice de investimento.

 

Como o fundo segue o índice, é considerado um fundo de gestão passiva, pois o gestor não tem um trabalho ativo. Ele compra as ações que formam o índice e só fica ajustando a composição da carteira do fundo para que ela fique o mais próxima possível do indicador.

 

É por isso que investir em ETF é uma forma fácil e acessível de investir em uma carteira cheia de ações, que podem representar todo o mercado acionário do país, um determinado setor da economia ou qualquer outro critério de um índice do mercado financeiro.

 

O investimento em ETF para o longo prazo é como investir em hábitos saudáveis. Eles não te darão um ganho astronômico. Mas te permite acompanhar o desempenho médio do mercado sem grande esforço.

 

E agora que você sabe o que são ETFs, vamos listar 5 opções interessantes para investir no exterior.

 

Leia também::: 5 erros que todo investidor deve evitar

 

#1. IVVB11 e SPXI11

Esses dois ETFs replicam o Índice S&P 500, que é o índice que reúne as 500 maiores empresas dos Estados Unidos listadas na bolsa de Nova York. 

 

Quando você investe em um desses índices é como se você estivesse investindo no desempenho da economia americana. 

 

Ou seja, se você acredita que no futuro, no longo prazo, a economia americana tende crescer, esse são bons ETFs para investir e acompanhar esse crescimento.

 

#2. NASD11

Já o NASD11 é um ETF que replica o índice Nasdaq-100. Este índice é formado pelas 100 maiores empresas não-financeiras, listadas na bolsa americana de Nasdaq. 

 

Neste caso, predominam as empresas de tecnologia e empresas que estão na vanguarda de inovação. 

 

Então, quando você investe em um ETF como esse, é como se você estivesse investindo prioritariamente no setor de tecnologia norte-americano. 

 

Como o mercado de tecnologia está em alta, esse índice teve nos últimos anos um desempenho superior ao do mercado americano no geral. Mas isso não significa que no futuro as coisas vão se manter assim. 

 

#3. EURP11

Também existe ETF para quem quer se expor ao mercado europeu. O EURP11 é um ETF que replica o MSCI Europe Index, que é um índice formado por mais de 1400 empresas europeias.

 

Mas lembre-se que ETF é renda variável. Portanto, o preço das cotas oscila em função do mercado e em função da cotação da moeda.

 

Da mesma forma que você pode usar o ETF para investir no mercado exterior sem sair do país, você também pode investir em criptoativos por meio de ETFs. Assim não precisa se aprofundar muito no assunto se não quiser, nem se preocupar com guardar suas chaves de acesso em segurança.

 

#4. HASH11

A HASH11 replica o índice NCI (a sigla em inglês para Nasdaq Crypto Index), que reúne as 8 maiores criptomoedas do mercado com o maior peso em Bitcoin, com quase 80%; o Ethereum e outras criptomoedas menores. É o único hoje que faz uma diversificação entre as criptomoedas.

 

#5. QBTC11, BITH11, QETH1 e ETHE11 

O QBTC11 e o BITH11 são ETFs que possuem 100% de Bitcoin, que é hoje a maior criptomoeda do mundo.

 

Por sua vez, os ETFs QETH11 e o ETHE11 que possuem 100% do Ethereum, que é a segunda maior criptomoeda hoje. O investimento inicial nesses ETFs variam de R$ 10 a R$ 60 reais. Então dá para investir com pouco dinheiro. 

 

Bitcoin

O bitcoin hoje é a maior criptomoeda do mundo. Hoje existe o equivalente a R$ 194 bilhões em bitcoin circulando no mundo e um bitcoin está valendo cerca de R$ 262 mil. Mas é possível comprar só uma fração e comprar R$ 100,00 de bitcoin, por exemplo.

Mas você deve ver que uma hora as criptomoedas sobem muito, outra hora despencam. Essa oscilação tão grande significa que este é um investimento muito volátil, que muda a toda hora. 

 

Tem um lado bom e um ruim nisso. Como tudo na vida. O bom é que o potencial de retorno desse tipo de investimento é grande. E o ruim é que o risco de perda também é alto.

 

Por isso, a recomendação é que você só invista nesta categoria de investimentos se fizer parte da sua estratégia e política de investimentos pessoal. Também é recomendado manter apenas de 1% a 5% do seu patrimônio investido nesse segmento.

 

Assista também::: ETF é bom para o investidor iniciante?

Não coloque todos os ovos na mesma cesta

Mas diversificar os investimentos é a melhor forma de não ficar refém do mercado e acumular prejuízos caso alguma das aplicações tenha queda.

 

Por isso, a indicação é “não colocar todos os ovos na mesma cesta”, mas sim distribuir suas aplicações financeiras em diferentes opções de investimentos, entre as quais os ETFs surgem como excelente opção.

 

Esperamos que tenham compreendido o que são as ETFs e as opções para se investir no exterior. E caso queira mais dicas e informações sobre investimentos, siga também nosso canal do Youtube!

%d blogueiros gostam disto: