(21) 96464-8597 laado@laado.com.br

Você já construiu sua reserva de emergência? Após passar por um momento atípico como o que vivenciamos com a pandemia do coronavírus, você deve ter percebido sua importância.

Afinal de contas, nunca saberemos o dia de amanhã. Por mais que tenhamos um emprego estável, imprevistos podem surgir. E sem uma reserva financeira, você pode entrar em apuros.

Mas reserva de emergência não é aqueles R$ 200 que você tem no fundo da carteira. Ela precisa suprir todas as suas despesas de preferência por um ano, dependendo do seu tipo de trabalho. Então, se você tem uma média de despesas mensais na casa de R$ 3 mil, sua reserva ideal é de R$ 36 mil.

Já se os seus gastos são de R$ 10 mil mensais, essa reserva de emergência deve ser de R$ 120 mil.


Claro que ela pode variar e você precisa adaptar à sua realidade e possibilidade. Funcionários públicos, que possuem um emprego estável, podem ter uma reserva menor. Autônomos, por outro lado, precisam de uma reserva maior, já que não possuem alguns benefícios da CLT, como aviso prévio ou FGTS.

Mas como construir uma reserva de emergência mais segura? É sobre isso que falamos no artigo abaixo!

Seu colete salva-vidas

Imagine que você está andando de barco e, de repente, ele começa a afundar. Sua primeira atitude é buscar o colete salva-vidas. Ele vai impedir que você se afogue e fique salvo até ser resgatado.

A reserva de emergência é parecida. Ela tem a função de “te salvar” até que sua situação financeira se normalize.

Ao contrário, diariamente estamos sujeitos aos mais variados imprevistos. É o carro que quebrou, é o cano de água que estourou. Pode ser uma doença sua ou de algum familiar. Elas vão requerer dinheiro extra e fora do previsto para serem resolvidas.

Se você tem uma reserva de emergência. Ela poderá ser usada como o colete salva-vidas. Se você não tem, terá que tirar dinheiro de outro lugar, parcelar no cartão de crédito ou buscar algum empréstimo. E que podem te colocar em uma fria financeira.

O pulo do gato enquanto não possui a reserva completa

Formar uma reserva financeira que te dê essa segurança que precisa leva tempo. Até lá, é fundamental ter proteções financeiras adequadas. Isso lhe dará tranquilidade financeira nas situações mais críticas. 

Existem instrumentos financeiros simples e mais baratos do que as pessoas imaginam. Mas que fazem uma enorme diferença na sua vida financeira. É o caso, por exemplo, dos seguros que você recebe o dinheiro contratado em vida, sem que precise ter seguro para casos de morte se, eventualmente, você não precisar.

Situações críticas de saúde são muito delicadas e ninguém quer ficar pensando em boletos e questões financeiras enquanto se esforça para recuperar a saúde. 

Portanto, vale considerar seguros que te deem dinheiro caso tenha um acidente ou uma doença que te afaste do trabalho por um tempo. Ou em situações em que você precise fazer uma cirurgia ou tenha o diagnóstico de uma doença mais grave, como um câncer, infarto, AVC, Alzheimer e outras doenças. 

Leia também::: Quais os investimentos mais seguros e adequados para iniciantes?

Comece sua reserva financeira

Se você ainda não começou sua reserva de emergência, então não perca mais um segundo sequer. Essa é uma medida que precisa começar agora, e que vai te garantir proteção contra os imprevistos da vida. 

O primeiro passo é saber qual o tamanho da reserva que você precisa. Como mencionamos acima, ela deve ser suficiente para suprir suas despesas normais por um ano. 

E atingir esse valor não é algo do dia para a noite. Ele levará algum tempo, mas com planejamento, organização e foco, é possível. 

Ter as proteções necessárias também é um fator importante. Por isso, considere contratar seguros específicos, como um seguro contra invalidez temporária, entre outros. Isso cria uma garantia caso algo aconteça com você.

Como você está em construção da sua reserva, é importante que não surjam imprevistos nesse momento, e por meio dos seguros, você tem essa garantia. 

Em seguida, determine quanto você vai destinar mensalmente para criar sua reserva de emergência. Nesse caso, aconselhamos que você abra uma conta em um banco digital. O importante é você já automatizar esse investimento, repassando de forma automática todo mês o valor que você pré-determinou.

Essa é uma garantia que a reserva será feita, e que você não acabará usando o dinheiro para outra coisa ao longo do mês. Somos humanos, e como tal, cometemos erros. Com a automação, evitamos que isso venha a ocorrer.

Ao determinar quanto você pretende economizar por mês, você também saberá quanto tempo levará para criar sua reserva financeira. Pode levar um ano, dois, três anos. Não importa, o mais importante é que ela tenha um início e você esteja protegido ao longo deste caminho.

Leia também::: Renda ativa e renda passiva: entenda cada uma

Não mexa na reserva

É fundamental também que você não mexa no dinheiro da reserva para gastos não emergenciais. Por exemplo, jamais o use para comprar um objeto de desejo, ou para projetos de férias. Porém, se ocorrer algum imprevisto, é claro que você poderá usar os valores.

Mas é importante que você o reponha rapidamente, para manter sua reserva completa. Depois que alcançar o valor necessário, você também pode rever as proteções financeiras que você contratou para te auxiliar nessa jornada.

Também é primordial que o dinheiro da sua reserva de segurança esteja em aplicações confiáveis de renda fixa e que possam ser rapidamente sacadas. Afinal, nunca se sabe quando vai precisar utilizar o dinheiro. Tenha em mente que o objetivo destes investimentos é apenas protegê-lo da inflação e não o de ter uma grande rentabilidade.

Como está sua reserva de emergência?

Então, como está sua reserva de emergência nesse momento? Já começou ela? E já sabe quanto precisará destinar mensalmente para que ela seja formada? Com base nisso, quanto tempo levará para atingir o valor ideal? Enquanto isso, já tem as proteções financeiras adequadas ou está correndo riscos?

São várias as perguntas e cabe a você refletir sobre as respostas, mas sempre pode contar com nossa ajuda para tirar suas dúvidas. Mas nunca esqueça que ter uma reserva de emergência mais segura trará mais tranquilidade para sua vida. Terá seu colete salva-vidas toda vez que surgir uma tempestade.

Se gostou do nosso artigo sobre reserva de emergência, confira também o vídeo sobre como fazer um planejamento financeiro eficaz, que gravamos para nosso canal. É só dar o play abaixo!

%d blogueiros gostam disto: